20 November 2015

Resenha: Intergaláctica (Parceria)


   Sinopse: Uma conspiração para controlar o rumo da mais importante expedição espacial da história da humanidade. 3 de Maio de 2031 - No dia de lançamento da aguardada expedição da NASA para explorar a lua de Júpiter, uma das candidatas para habitar vida extraterrestre, a psiquiatra Amanda Collins acorda de um coma após meses batalhando contra uma meningite aguda.Junto com seus pacientes Stryker, Ripley e sua amiga Lina, eles descobrem que fazem parte de um crescente quebra-cabeça envolvendo uma corporação geopolítica underground chamada A Firma, que planeja sabotar a missão, usufruindo de uma nova tecnologia para saquear a nave e destiná-la para um planeta habitável localizado dezessete anos luz da Terra. O quarteto então inicia uma operação para descobrir a verdade por trás da conspiração, mergulhando de cabeça na maior expedição planetária da história da humanidade.

RESENHA
   Nessa ficção cientifica temos o nosso mundo em 2031, com uma nova estrutura social onde somente a terra já não é mais suficiente para suprir as ambições humanas, por isso Oswald é um magnata que construiu seu império custas essa motivação por sempre estar rodeado de poder.
   Em Intergaláctica, a protagonista central da história é sua filha Amanda, que logo nas primeiras páginas a conhecemos como uma criança começando a descobrir as perversidades de seu pai e depois de alguns flashbacks de sua adolescência descobrindo os mistérios e suspeitando das reais intenções de seu pai temos uma Amanda adulta totalmente independente.
   Essa independência foi um ganho difícil a ser conquistado já que após um período intenso e turbulento que teve com seu pai levou a jovem fugir de casa e viver por si só, mas tudo muda quando seu pai descobre seu paradeiro e gentilmente manda agentes armados a abordarem.
   Mas a história do livro é bem distante desse breve resumo, porque em Intergaláctica nós vamos viajar por mundos distintos e exóticos, mundo que tem características das quais jamais poderia imaginar existentes, e quem nos vai guiar por essa aventura é a própria Amanda. 


   A mitologia que o autor criou foi trabalhada e moldada arduamente em vários aspectos e cada palavrinha do livro foi colocada ali propositalmente, resultando assim em um livro rico em muitas informações, e quando digo muitas, são muitas mesmo!
   Se você for um leigo em livros de ficção científica, no início dessa história pode parecer acontecer tudo muito rápido, você começa a página em um cenário e no fim da página já está em outro cenário, outro momento, outro diálogo e com outros personagens, mas quando você se acostuma com o gênero, você percebe que livro em si é cheio de ação e isso passa longe de ser um ponto negativo. 
   Quando você deixa a casca da realidade e entra de cara nas páginas desse livro tudo o que você ler será uma aventura encantadora e mágica, outros planetas e os seres que moram neles são descritos com muitos detalhes que você os consegue imaginar em sua mente perfeitamente, e foi isso o que mais valorizei na escrita de Franco Trotta, que mesmo sendo rápida e cheia de detalhes, consegue transmitir toda essa descrição a galáxia que criou.
      Pra finalizar, Intergaláctica - publicado em 2015 -  é o livro de estreia do autor que já escreveu a sequência do livro com lançamento estimado para o começo de 2016, e que entrou para a minhas lista de recomendação sendo um livro parcialmente filosófico, altas doses de aventura e muita imaginação.

~Sobre o final: NÃO SE ILUDA E NÃO CRIE EXPECTATIVAS PORQUE VOCÊ NUNCA VAI ADVINHAR E ACERTAR O DESFECHO DESSE LIVRO.



1 comment:

  1. Juliano, quanto tempo né?! Acho que até perdi um pouco a prática de blogar, mas passei pra dizer que voltei a postar no meu blog!
    Adorei sua resenha! Nunca li um livro de ficção científica, mas espero ler em breve pois deve ser muito interessante! Só ouço muitas coisas positivas desse livro! Fiquei com muita vontade de lê-lo mas não posso comprar ($$$$).
    Beijos (http://anoteinaagenda.blogspot.com.br/) :D

    ReplyDelete