21 September 2015

Resenha: Ratos

Sinopse: Shelley e a mãe foram maltratadas a vida inteira. Elas têm consciência disso, mas não sabem reagir — são como ratos, estão sempre entocadas e coagidas. Shelley, vítima de um longo período de bullying esteve perto da morte, e as cicatrizes em seu rosto a lembram disso. Ainda se refazendo do ataque e se recuperando do humilhante divórcio dos pais, ela e a mãe vivem refugiadas em um chalé afastado da cidade. Confiantes de que o pesadelo acabou elas enfim se sentem confortáveis, entre livros, instrumentos musicais e canecas de chocolate quente junto à lareira. Mas, na noite em que Shelley completa dezesseis anos, um estranho invade a tranquilidade das duas e um sentimento é despertado na menina... Até mesmo os ratos têm um limite.

RESENHA
   Nessa história temos duas personagens extremamente submissas e praticamente sem voz alguma pra se defender. Shelley é uma garota com quinze anos que já sofreu muito na escola... Era uma vítima de bullying pesado e isso levou a jovem a abandonar a escola e passar a ter aulas em casa. Temos também sua mãe acaba de se divorciar com o pai de Shelley após ver o seu casamento ir por água abaixo, e sem muitas condições em permanecer no mesmo estilo de vida, as duas são obrigadas a procurarem uma nova moradia. 
   Para o agrado delas encontram a casa perfeita, afastada da cidade onde podem se esconder do mundo real, podem omitir suas opiniões e viverem como ratos. Mas a situação muda quando as duas se vêem em uma situação onde se quiserem viver, não podem agir ser submissas e aceitarem tudo caladas. No meio do nada e sem vizinho algum, um ladrão entra na casa armado e as aterroriza cruelmente.


    Enrolei tanto pra ler esse livro e quando comecei não tinha expectativa alguma, mas por fim acabei me surpreendendo com a trama que o autor criou.
   Um livro intenso e chocante do começo ao fim, não só por se tratar de como o bullying pode mudar drasticamente a vida de uma pessoa, mas sobre como a violência em si pode trazer o pior lado da humanidade quando chegamos aos nossos limites. É uma imensa reflexão pessoal sobre até que ponto aguentamos certas coisas e determinadas situações sem mesmo nos defender?
   A estrutura da história é simples, porém o enredo e personagens são tão fortes que você fica colado ao livro e sente a angustia da trama a cada página.
   Assim como sua história, Ratos é um livro que irá se revelar aos pouquinhos e tornando a sua leitura cada vez mais instigante, e se prepare para grandes mudanças, porque é impossível chegar ao final do livro com os mesmos personagens do qual você conheceu na primeira página.
   Particularmente o livro me deixou inquieto e sem palavras em muitos aspectos do qual só quem ler irá entender, portanto é um livro mais do que recomendado para quem gosta de drama onde os limites psicológicos e a crueldade são os temas principais. Merecidas 4 estrelas!

Espero que tenham gostado e até a próxima Ledores!

3 comments:

  1. Oi Ju, como vai?
    Adorei a resenha e me interessei pelo livro.
    Acha que ele pode ser considerada terror psicológico?
    Vou procurar ele em pdf pra ler.
    Beijo <3
    www.livricios.com/

    ReplyDelete
  2. Olá Juliano, eu já li esse livro ano passado e ele se tornou um dos meus favoritos, por sinal a primeira resenha do Coisas de Um Leitor foi desse livro. Gostei muito da resenha!
    Abraços
    Matheus

    ReplyDelete
  3. Amei a resenha. Alguns amigos já haviam comentado sobre esse livro, e agora, com certeza, ele irá para minha lista de leituras.
    Amei teu blog também. E o título? É tão original. Caso se interesse, vou deixar o link do meu blog: http://eusouumpoucodecadalivroqueli.blogspot.com.br/
    Abraço! Sucesso!

    ReplyDelete