12 August 2015

Resenha: Caixa de Pássaros


Sinopse: Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.


RESENHA
   Tudo está prestes a mudar, tanto para Malorie que acaba de descobrir que está gravida quanto para o resto da humanidade que nem imagina que daqui a algumas semanas suas vidas entrarão em extinção e tudo isso acontecerá misteriosamente.
   Noticiários e jornais estão anunciando cada vez mais casos bizarros onde pessoas simplesmente enlouqueceram e cometeram suicídios, casos com uma mãe enterrando seus dois filhos e depois se dando um tiro, pessoas se ferindo enquanto diziam coisas insanas... Mas todos os casos tem uma coisa em comum: eles viram algo antes de enlouquecer.
   Malorie está passando pelos momentos difíceis da descoberta de sua gravidez quando esses casos ainda estão no início, e sua irmã Shannon está tão assustada com isso que resolve cobrir suas janelas com cobertores com o intuito de se protegerem. E parece que todos estão fazendo a mesma coisa, escolas foram temporariamente fechadas, mercados fecharam suas portas e já não se vê mais ninguém na rua. Ela de fato não leva essa história tão a sério e não compreende o perigo que o mundo é naquele momento, mas é forçada a mudar sua visão quando sua irmã alguma coisa e comete suicídio.
   Sozinha, não suporta ficar naquela casa e também precisa procurar por segurança já que carrega uma vida dentro de si, com muito cuidado e só os abrindo os olhos quando é realmente necessário ela sai de casa rumo à uma transmissão onde há pessoas poucas sobrevivendo com segurança. Chegando lá, conhece Tom, a pessoa com quem irá criar um vínculo muito forte e a que mais lhe passará segurança.




   QUATRO ANOS DEPOIS...
   De oito sobreviventes que estavam na casa para onde Malorie foi em busca de segurança, só ela sobreviveu... E durante quatro anos, convive com as únicas pessoas que viu durante esse tempo, seus dois filhos, Garoto e Menina.
   Criar um filho é muito, dois é demais e ainda criar dois filhos quando o mundo se tornou praticamente uma escuridão é um desafio que Malorie luta diariamente para cumprir. Desde o nascimento das crianças, ela vem as criando severamente, sendo treinadas a ouvirem melhor do que qualquer outra coisa, porque com os olhos vendados seus ouvidos são as únicas chances de sobrevivência no mundo fora da casa.
   Mas ainda há esperança, e é isso que a faz sair de casa com suas crianças e entrarem em um barco e navegarem com seus olhos vendados rumo à um esperado Instituto, que Malorie descobriu anos antes com a ligação recebida de Rick dizendo que isso ainda não acabou, há sobreviventes, e muitos deles nesse instituto onde há água, comida e segurança. 
   Indo ao passado e voltando ao presente, nós iremos acompanhar o mistério, drama e terror dessa história e juntos vamos nos sentir vendados junto com Malorie.


   Caixa de Pássaros nos traz uma história original, misteriosa e muito, mas muito escura. A todo momento você se sente dentro daquele mundo e se apega tanto na história que não quer largar o livro. O autor nos faz sentir como se estivéssemos com uma venda nos olhos, onde tudo o que podemos fazer é ouvir. Ouvir todo o silêncio, os ruídos do nosso cotidiano e de alguma forma encaixar essa história de "terror" em nossas vidas.
   Para um leigo em histórias de suspense e terror, até que me vi bastante atraído pelo gênero ao terminar essa leitura pois a forma como ela é narrada é tão assustadora e ao mesmo tempo calma que como leitor me senti cada vez mais curioso e com medo em saber o que vai acontecer em seguida.
   O terror do livro é um terror psicológico, focado principalmente na claustrofobia e nos diversas reações que é causada nas pessoas. O autor descreve o quanto o ser humano pode atingir o seu nível máximo de insanidade e principalmente nos mostra que nós somos as criaturas que tanto tememos.


   O final pode ser um pouco decepcionante pro leitor pois não temos explicações e conclusões que tanto nos fizeram criar interrogações na cabeça ao longo da história. E isso nos dá a impressão de que o autor pouco se importou em um final épico, e sim em prender e aterrorizar o leitor na história do começo ao fim, e justamente por conseguir, a história em si compensa essa falta de um final revelador.
   É impossível ler esse livro e não refletir com a questão da visão e sua importância para sobreviver, porque nesse livro temos algo que vai além do terror e do mistério: temos a adaptação do homem ao novo mundo onde ele precisa excluir sua visão completamente e aprender a confiar em seus outros sentidos para viver.



   A junção dessa "adaptação" e prender pessoas em uma casa feito pássaros é um feito que Josh Malerman usou e abusou e nos trouxe um ótimo resultado e com convicção apostaria nesse enredo para uma adaptação cinematográfica, porém, só seria boa como o livro se fosse produzido pelas pessoas corretas.  

   Só pra finalizar, esse livro misterioso e marcante leva 5 diários, se tornando uma leitura mais do que recomendada!

Até a próxima Ledores!
   

2 comments:

  1. Que livro daora! haha Não tem outra descrição, e isso porque eu ainda nem li.
    Mas tem estória que você sabe que vai gostar, antes mesmo de ter a chance de ler kk
    Vi uns vídeos do autor e achei ele demais!
    Quero muuito ler!


    Beijo
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ReplyDelete
  2. Olá Juliano. Acabei de ler a resenha e o livro que já estava na minha lista dos desejados, foi para o topo, certamente será uma das próximas aquisições. Parabéns pela Resenha! Eu sou fã do gênero e acho que vou gostar muito.
    Abraços
    Matheus Fellipe
    http://coisasdeumleitor.blogspot.com.br/

    ReplyDelete