09 August 2013

Resenha: As Crônicas de Nárnia: O Sobrinho do Mago

    Aqui nessa história, temos a explicação de como surgiu o tal mundo Nárnia. Vamos lá...


    Digory e Polly, crianças que são amigos vizinhos adoram aventurar-se e descobrir novos lugares para brincar, eis que perambulando entre os túneis que dividem as casas, entram supostamente em uma casa abandonada, porém acabam dando de cara com o tio de Digory.
    Tio André é um exemplo de egoísmo e se julga ser um mago por realizar experiência com magia que pode te levar a outros mundos, porém nunca teve coragem de tocar nesses anéis mágicos para descobrir onde iria ser levado.
    E por fim, quem acaba sendo a primeira a experimentar dessa mágica é Polly, que ao tocar em um dos anéis, desaparece no ar. E Digory preocupado com a amiga, acaba cedendo ao tio e também toca em um dos anéis para tentar ir atrás de Polly e trazer ela de volta.
    Por final, acabam em um lugar chamado Bosque entre Mundos, que dá passagem entre um mundo e outro. E diante a tantos outros mundos, Digory não resiste a curiosidade e vai para um mundo chamado Charn, que lá, tudo está coberto de escuridão, a não ser por uma sala que contém quadros, estátua de uma rainha, um martelo e um sino. Ainda muito intrigado, Digory bate o sino, e como consequência a Feiticeira Jadis é libertada, e não sabendo o que fazer, o menino e Polly acabam trazendo ela ao nosso mundo.
    Aqui, a Feiticeira tem como objetivo, governar o mundo tal como fazia em seu antigo mundo, mas Digory tem certeza que isso não vai ser tão fácil assim, e depois de muitas atrapalhadas que ela e seu tio aprontam, ele decide usar a magia novamente pra levá-la pra outro mundo, e acabam em um mundo vazio, onde Aslam está criando tudo o que haverá nesse mundo, chamado Nárnia.
    Contudo, em menos de algumas horas do mundo ser criado, o mal já se espalhou entre ele, por causa da Feiticeira, então Aslam dá a Digory uma missão de ir buscar uma maça mágica que de sua semente nascerá uma árvore e protegerá todos os animais falantes e moradores de Nárnia, e em troca ele receberá a cura de sua mãe.
    Com a missão comprida e o retorno ao seu mundo, Digory dá o fruto ao sua mãe, que após meses é curada. E com o intuito de nunca esquecer dessa grande aventura, Digory planta a semente ainda com propriedades mágicas no fundo de sua casa, e a árvore que nasceu deu origem ao guarda roupa que leva a Nárnia.



    Bom, praticamente eu me empolguei e já contei a história toda né? Mas enfim, eu amei a primeira crônica e não vejo a hora de dar início as outras histórias. Me arrependo muito de não ter lido e não ter entrado nesse mundo de Nárnia antes, e agora vejo o motivo real pelo o sucesso que esses livros fizeram... 
    A sensação de ler esse livro foi fantástica e só confirmou ainda mais o que eu sempre soube: a minha preferência  por livros infantis. 
    A escrita desse livro é bem clara e objetiva, gostei bastante. A cada capítulo eu prometia pra mim mesmo que só leria mais um capítulo, e quando fui ver já estava quase no final. Recomendo esse livro a todos, é um mundo mágico que explora além da sua imaginação. Com certeza farei algumas crianças da minha família lerem futuramente.

3 comments:

  1. Ótima resenha amigo. Como você disse, é muito bom a literatura infantil. A estória é clara e objetiva!
    Estou lendo exatamente este livro pela segunda vez (nostalgiaaaaaaaaaa).

    Abraços!
    www.booksever.blogspot.com

    ReplyDelete
  2. Oi, Juliano! Tudo bem?
    Sou muito suspeita para ficar falando do C. S. Lewis, eu simplesmente amo "As Crônicas de Nárnia" e "O Sobrinho do Mago" é sensacional! Acho que seria bem legal se no primeiro filme houvesse uma menção a como Nárnia foi criada da mesma forma como abordaram o conto das "Relíquias da Morte" em "Harry Potter". Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
  3. Oi tudo bem?
    Engraçado, eu vi uma resenha desse livro hoje. Eu nunca li Nárnia porque achava meio infantil, mas
    venho mudando minha opinião ao longo das resenhas que vejo.
    Adorei seu blog.
    Beijos

    http://elaeseuslivros.blogspot.com.br

    ReplyDelete